publicaciones


Anomia social, sentimento anômico e condutas desviantes: verificação de um modelo teórico em jovens


A delinquência juvenil é explicada por variáveis biológicas, psicológicas e sociais. Atualmente, sugere-se que esse problema se deve a uma desestruturação, descrédito e dissolução do poder disciplinar e promessa do Estado quanto a qualidade de vida social e econômica. Este aspecto promove um individualismo e egoísmo excessivo que tem como regra de conduta o ‘cada um por si’ na busca de satisfação pessoal juvenil ocorrendo, na maioria das vezes através da conduta desviante, indicando, com isso, um tempo de anomia. Este estudo tem como objetivo a verificação de um modelo teórico entre a anomia social, sentimento anômico e conduta desviante. 235 Jovens de 13 a 20 anos, do sexo masculino e do sexo feminino, responderam as escalas de anomia social, sentimento anômico e condutas antissociais e delitivas. Observou-se uma associação positiva da anomia social e sentimento anômico, bem como, delas com a conduta desviante; na análise de variância observsou-se quanto maior a pontuação média na anomia social e no sentirmento anômico, maior, a pontuação na conduta desviante.

Palavras-chave: Anomia; Condutas desviantes; Jovens.

Autor:
Nilton Soares Formiga
Doutor em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor do curso de Psicologia na Faculdade Mauricio de Nassau – JP.

e-mail: nsformiga@yahoo.com

Recibido: 15 de Septiembre 2012 Aceptado: 22 de Noviembre 2012

Citación: Formiga, N. (2012). Anomia social, sentimento anômico e condutas desviantes: verificação de um modelo teórico em jovens. Revista Latinoamericana de Psicología Social Ignacio Martín-Baró , 1(1), pp. 56-79.

Texto completo

pdf-rimb